Second Level: Make Strangers Laugh | Contacto: manel.cardoso_94@hotmail.com

Contactos
24
Jul 08

É um novo blogue por mim criado.

 

Quantas vezes, senhor admirador do Gato Fedorento, já impressionou a família citando passagens dos sketches do grupo formado por José Diogo Quintela, Miguel Góis, Tiago Dores e Ricardo de Araújo Pereira? Ou mesmo não tendo impressionado, tenha já tentado? Pois agora neste blogue poderá encontrar os guiões de alguns sketches, tanto dos Gato, como de outros. A colaboração é bem-vinda e deverá, se já, vendo os vídeos no YouTube ou no DVD, conseguiu decifrar algum guião, postá-lo na zona de comentários desse blogue, disponível clicando aqui.

mas o que é isto? sabem que raio de besta escreveu isto? Manuel Cardoso às 15:26
sinto-me: faminto de guiões de sketches.

22
Jul 08

As anteriores crónicas de Alcides Junqueira estão disponíveis no antigo servidor em que o blogue estava alojado (teoremadecardoso.blogspot.com)

 

Olá, amigos! Quão desconfortável é posição me encontro enquanto vos escrevo! Estou num barco que leva imigrantes clandestinos para Sevilha porque necessito de lá ir. Não porque procure trabalho, mas porque da última vez que lá estive deixei na pensão um pólo Lacoste e queria recuperá-lo. Um pólo lindíssimo, diga-se de passagem, que eu inacreditavelmente deixei na Posada Joaquím.

 

Ao meu lado está um senegalense, Tuchimbo, que é médium. Professor Tuchimbo. Tem uma história de vida interessantíssima. A mulher deixou-o porque não suportava as cartas espalhadas pela casa e os pêlos do gato “Calumango-Utulimbo” – nome equivalente ao nosso “Pantufa”- que segundo Tuchimbo, era um gato fantástico e acalmava os clientes nas sessões, oferecendo-lhes (sim, o gato) bolachas e um chocolate quente. Não fui muito nessa história. Não acredito que ele seja senegalense, tem cara de cambodjano.

 

Esperamos chegar hoje a Sevilha e, enquanto esperaremos por ser deportados, eu dirigir-me-ei à Posada Joaquim.

 

Horas depois.

 

Chegámos ao porto de Sevilha e fomos de imediato avisados que íamos ser deportados. Os aspirantes a imigrantes estão destroçados. O Tuchimbo já vai na oitava tentativa e conhece de um gajo em Conakry que já tentou cem vezes e, não obstante, tem um problema de pé de atleta gravíssimo. O barco em si também está destroçado já que, ao chegar a Sevilha, bateu contra um paquiderme de uma turista inglesa cinquentona de duzentos quilos que estava a dar umas braçadas.

 

Fui à Posada Joaquím e o seu dono – naturalmente chamado Joaquím – reconheceu-me logo, dizendo que eu era aquele português que tinha deixado as meias do Super Mario lá, com intenso pivete a bedum.

- E o pólo da Lacoste.

- También olía mal! – afirmou, pegando nas duas peças de vestuário, as quais a gerência da pousada não se dignou a lavar. Amanhã serei deportado para Dakar e apanharei de imediato o avião para a Amareleja, onde vivo, não antes de ter uma sessão com Tuchimbo (não de astrologia, mas sim de massagens, já que ele garantiu ser um especialista também nessa área.)

 

Até à próxima

 

Alcides Junqueira

mas o que é isto? sabem que raio de besta escreveu isto? Manuel Cardoso às 22:45
sinto-me: feliz pelo Alcides e o polo.

21
Jul 08

Assisti, no último Sábado, à estreia do novo programa de entretenimento da RTP. "Ainda Bem Que Apareceste" é a nova aposta de José Fragoso. Primeira falha: o programa é apresentado por Virgílio Castelo. Que grande erro. Pois é dado um programa a uma das pessoas que dizem "pograma". Há tantas pessoas que não dizem "pograma" que podiam apresentar este programa em que o improviso é a palavra de ordem. Virgílio Castelo apresenta, Nilton, o humorista, comenta as prestações dos convidados - na edição de Sábado: Maria Vieira, Manuel Melo, Adelaide Sousa e Pedro Guedes. Fui ver à internet e Nilton, para além de stand-up comedian, já foi DJ e decorador de interiores, mas nunca actor, nem apresenta formação para isso. Logo é-lhe difícil dizer o que está mal nessas prestações. Os comentários feitos por ele não objectivam a qualidade como improvisadores, sendo apenas piadas - algumas com graça, outras nem tanto (eu gosto do Nilton como stand-up comedian). Seria mais razoável trocar os papeis entre Nilton e Virgílio Castelo. Virgílio Castelo é um actor com vasta experiência - logo, comentaria melhor - e Nilton não diz "pograma". Uma sugestão para o Director de Programas da RTP.

 

P.S.: O Nilton revelou que não pode ver uma cara bonita ao escolher como a melhor improvisadora a Adelaide Sousa (bastante nervosa), pior que Maria Vieira (excelente à-vontade) e Manuel Melo (bem feito, mas pior que Maria Vieira), mas melhor que Pedro Guedes (tentou dizer algumas piadas, várias falhadas). Isto na minha opinião de não actor, é claro.

 

P.P.S: Já agora, o público deve ter sido gaseado com gás hilariante, já que se descascavam a rir com qualquer coisa. 

mas o que é isto? sabem que raio de besta escreveu isto? Manuel Cardoso às 14:33
sinto-me: desolado com o programa.

20
Jul 08

As pessoas conhecem o meu blogue do Blogger. Mas zanguei-me com o Blogguer. O Blogger era muito ciumento, mal eu dei um lamiré aqui no SapoBlogs, começou logo com cenas de "Ah, olhas-te muito para ela, ah, não queres ir viver com ela?". Eu, aí, bati com a porta e acabei por lhe dar razão, dado que fui parar aqui. Por acaso até deixei lá as minhas coisas (leia-se, antigos posts) e não penso ir lá para as buscar, portanto, teoremadecardoso.blogspot.com , para verem o raio do arquivo giro deste blog. Fica também decidido nesta nova vida do blogue que não existirá, para além de Alcides Junqueira, outros colaboradores na publicação.

 

mas o que é isto? sabem que raio de besta escreveu isto? Manuel Cardoso às 23:34
sinto-me: contente pela nova vida.

17
Jul 08

Hoje já vou no terceiro post do dia! Mas o que é que se passa? Exactamente, a senhora aí de trás de vermelho, com o chapéu que parece uma cesta de fruta, acertou. Estou, de férias, numa redacção de um jornal, sem ter nada para fazer. Eu já ouvi de pessoas que iam passar férias às quentíssimas praias de Caminha e Póvoa do Varzim, no Norte do país, mas agora a uma redacção!? Pois eu chego às três e meia e saio às onze e meia e não faço nenhum. Isto chama-se o horário funcionário público: trabal... ir ao emprego oito horas e não terem trabalho para fazer.

Aqui, no Diário de Notícias ouve-se o barulho do teclado a ser incessantemente usado, ouve-se “Oh pá, hoje não temos espaço nenhum” (para as notícias); ouve-se falar de um “velho” qualquer, que é um importante político; ouve-se “fechámos mais esta!” (página); ouve-se “quero 3000 caracteres”; ouve-se “olha, o Manel! Manel, hoje vais trabalhar, vais fazer breves*!” (*pequenas notícias). E eu até queria fazer breves, não tenho nada para fazer! Por isso escrevo posts a torto e a direito. “Demos um banho ao Público!”, “O Correio de hoje tem uma notícia que nos já tínhamos dado!”, “Afinal não tenho pouco espaço, tenho espaço a mais!”, “Daqui a bocado estou a por uma história de uma casa de alterne de Mangualde. Por acaso é uma história gira.”. Chega.

mas o que é isto? sabem que raio de besta escreveu isto? Manuel Cardoso às 20:28

Toda a gente sabe que vem aí para o blogue um paspalho qualquer. Enquanto o gajo não vem para estragar tudo, deixem-me usufruir da minha crónica aqui no Teorema, coisa que raramente faço. Este ano, digo-vos, excedi-me. Agora não sei se vou ter dinheiro para o resto do ano, mas, estas férias, fui passar uma semana à Fonte da Telha! A praia é fantástica, tirando o facto da água às vezes tender para o gelado. Os restaurantes à volta da praia são excepcionais, tirando o facto de os alimentos serem manuseados com as mãos. Quando soube disso, fui imediatamente à cozinha, com o prato na mão, tendo em vista uma conversa com o chef do restaurante “Churrasqueira Albertino”.

- Ouça lá, o senhor cozinhou isto manuseando os alimentos com as mãos? O senhor lavou as mãos?

- Eu lavar, lavei... não sei é se foi antes ou depois de mijar! – respondeu-me utilizando uma piada antiga, mesmo assim, vomitei e, obviamente, mandei o prato para trás, querendo que me fizessem outro igual, mas feito com as mínimas condições higiénicas. Lá fizeram. Comi o ½ frango assado com batatas e depois um senhor dos seus 95 anos, da mesa ou lado, disse-me:

- Não devia ter mandado para trás o prato. De certeza que desta vez a comida veio acompanhada de uma escarreta do chefe.

As coisas que uma pessoa aprende em férias, hem?

mas o que é isto? sabem que raio de besta escreveu isto? Manuel Cardoso às 19:45

O Nuno Markl já traduziu o Always Look on The Bright Side of Life, dos Monty Phyton, para português, ficando "Olha sempre para o lado fixe da vida!". Vou tentar fazer uma parecida.

Tens de ser positivo com a vida!

Há coisas más na vida
Difíceis para com quem as lida
E com outras tu és um resmungão
Quando a vida é porcaria
Cala a boca, assobia
Só isso vai-te mesmo ajudar
E...

Tens de ser positivo co’a vida!
Tens de ser positivo co’a vida!

Se a vida parece nojenta
Tu tens a mente lenta
E isso é para rir, sorrir, dançar cantar.
Se te sentes na lixeira
Resolve desta maneira
Assobia, assobia, até cansar!
E...

Tens de ser... positivo co’ a vida!
Tens de ser... positivo co’a vida!


A vida é quase nada,
Com a morte ela acaba
Precisas é de vivê-la bem.
Esquece o teu pecado – sorri para todo o lado.
Aproveita que só vives até aos 100.
E...

Tens de ser... positivo co’ a morte!
O mais positivo é realmente o mais forte!

A vida é bem chata
E tem uma granda lata,
Ri-te com a vida e com a morte também
Isto é uma brincadeira
‘Tar amuado é uma canseira
Não tens menos sorte do que o resto tém!
E...

Tens de ser... positivo co’ a vida!
Tens de ser... positivo co’a vida!

Vamos lá, alegria!
Há coisas piores, hã?
Nós vimos do nada, vamos para o nada! O que perdemos? Nada!

mas o que é isto? sabem que raio de besta escreveu isto? Manuel Cardoso às 17:30

Fale nesta janela de conversação, amigo!

Get your own Chat Box! Go Large!
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
18
19

23
25
26

27
28
29
30
31


PNET Humor
Actuações no Passado
Mais Sobre Esta Patética Figura A Que Resolveram Chamar Manuel Cardoso, Nome Que Não É Grande Coisa, Mas Que É Melhor Que Luís António Cardoso - Nome Posto Em Cima da Mesa No Processo de Escolha Onomástica
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO